Cantor e compositor Ameslari traz de volta o rock dos anos 80

Natural de Ribeirão Preto, o talento de Ameslari começou aparecer aos 12 anos e em 2018 lançou seu primeiro EP com o show "Start", no Teatro Santarosa

Ameslari tem inspiração no rock dos anos 80 (Foto: Divulgação)
PUBLICIDADE

Ameslari significa “sonhador” em basco, uma língua única no mundo por não ter conexões muito profundas com nenhuma outra. Essa é a definição do nome do jovem cantor e compositor e também título do primeiro EP.

PUBLICIDADE

Natural de Ribeirão Preto, o artista começou a compor aos 12 anos e em 2018 lançou seu primeiro EP com o show “Start”, no teatro Santarosa, na sua cidade natal.

Como os ídolos Prince e Elton John, Ameslari é ousado, independente e autêntico, buscando sempre dar sua cara ao som que produz. Com esse intuito, o artista de 21 anos assumiu a produção de seu primeiro álbum, o recém-lançado “City Stories”. Este novo trabalho – cujas letras são todas em inglês – une as faixas do EP de estreia e novas composições em um conceito que ele define como “um livro de contos”, onde as letras contam histórias com começo, meio e fim, mas que podem ou não ter ligação umas com as outras – cabe ao ouvinte interpretar.

O cantor e compositor Ameslari é natural de Ribeirão Preto (Foto: Rafael Vilas Boas/Divulgação)

O conceito sonoro desse novo álbum é, em grande parte, inspirado no álbum “Counterparts” (1993) da banda canadense Rush – uma das favoritas do cantor, que também tem como influências a banda The Killers, o projeto francês M83 (especificamente a pegada oitentista do disco “Hurry Up, We’re Dreaming”, de 2011) e a banda japonesa Radwimps.

Saiba mais